CAMPANHA DE RESTAURAÇÃO DA SEDE DO IPCN!

CAMPANHA DE RESTAURAÇÃO DA SEDE DO IPCN!
VOCÊ TAMBÉM PODE PARTICIPAR! Comunique sua doação pelo e-mail: ipcn_ipcn@yahoo.com.br - Clique na imagem acima e VISITE O BLOG DA RECUPERAÇÃO DO IPCN.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Posse da nova Diretoria do COMDEDINE

CLIQUE NO CONVITE ACIMA PARA AMPLIÁ-LO
Posse da nova Diretoria do
Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro
COMDEDINE
DIA 24 DE MAIO DE 2010, ÀS 18 HORAS
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano s / n º - Cinelândia - Centro do Rio

quinta-feira, 20 de maio de 2010

SERGIO CEZAR - "O Gigante do Papelão"

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA AMPLIÁ-LA

"A todos que reciclam o olhar e a vida"
26/maio (4a-feira) às 20hs

FarUp (Cobal do Humaitá)
Exibição do filme O GIGANTE DO PAPELÃO +
Exposição da arte do artista plástico Sergio Cezar +
Pocket show da banda Fala Brasil.
Evento é aberto ao público
ENTRADA FRANCA

terça-feira, 18 de maio de 2010

Oficina: “Matriz Africana e Ação Educativa”

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA

IPEAFRO SANKOFA 2010
Auditório do Arquivo Nacional, RJ
Praça da República (Campo de Santana)
Próximo à Central do Brasil


A Oficina “Matriz Africana e Ação Educativa”, um espaço de reflexão e ação para educadores e para estudantes de pedagogia, licenciatura e formação de professores (ensino médio) acerca da matriz africana no cotidiano escolar, em duas sessões de duas horas e meia, dias 9 e 10 de junho às 10h. Certificado. Vagas limitadas. Para se inscrever, envie um email para ipeafro@gmail.com com o assunto INSCRIÇÃO OFICINA.

O Fórum Educação Afirmativa Sankofa é um espaço para discussão e debate sobre políticas afirmativas de diversidade e inclusão no ensino brasileiro em todos os níveis, contemplando a população afrodescendente e sua história e cultura, em quatro sessões nas tardes dos dias 7, 8, 9 e 10 de junho. Cerificado. Para se inscrever, envie um email para ipeafro@gmail.com com o assunto INSCRIÇÃO FÓRUM.

O novo Site Ipeafro apresenta o conteúdo digitalizado do Acervo Abdias Nascimento / Ipeafro por meio do projeto “Acessando a História e a Cultura Afro-Brasileiras”.
O Kit Ipeafro para Educadores
é um conjunto de textos e materiais para apoiar a ação educativa acerca da história e da cultura de matriz africana.

PROGRAMAÇÃO

Segunda-feira, dia 7 de junho.

14h -
Sessão de Abertura.
15h -
Apresentação do Site Ipeafro e do Kit Ipeafro para Educadores.
16h -
Exibição do vídeo
“Acervo Abdias Nascimento - Acessando a História e a Cultura Afro-Brasileiras”.

17h -
Coquetel.

Terça-feira, dia 8 de junho.

14h30 -
Políticas Afirmativas: Interfaces entre Acesso e Conteúdo.

“Ações Afirmativas nas Universidades Públicas: a Lei 10.639/03 como política de ação afirmativa”.
Elielma Ayres Machado (UERJ).
“Quais Áfricas Ensinar? Críticas e possibilidades a partir da Lei 10.639/03". Wilson Mattos (UNEB e CNE).
"Afrocentricidade e Educação: os princípios gerais para um currículo afrocentrado". Renato Nogueira (UFRRJ).
“Perspectiva do universitário”. Leomir Dornellas (FEOP).
Moderador - Carlos Alberto Medeiros, Coordenador Especial de Promoção da Igualdade Racial do Município do Rio de Janeiro.

Quarta-feira, dia 9 de junho.

10h -
Oficina “Matriz Africana e Ação Educativa” - Sessão I.
Espaço de reflexão e ação para educadores e para estudantes de pedagogia, licenciatura e formação de professores (ensino médio), acerca da matriz africana no cotidiano escolar.
Coordenadoras - Professoras Azoilda Loretto da Trindade (SME/RJ, FFP/UERJ) e Carla Lopes (Arquivo Nacional, CE Professor Sousa da Silveira).

14h - Faces e Enlaces das Matrizes Africanas.
“África e Diáspora no Ensino Brasileiro”. Alain Pascal Kaly (UFRRJ e Unicamp).
“Matriz africana no Brasil, Ativismo e educação”. Renato Emerson (FFP/UERJ).
Moderador - Ibrahima Gaye, Consul Honorário do Senegal e diretor do Centro Cultural Casa África em Belo Horizonte.

16h - Guerreiras de natureza:
Gênero, cosmogonia e natureza no ensino de nossas crianças.
Mãe Beata de Yemanjá - Mãe de santo e chefe da comunidade terreiro de candomblé Ilê Omiojuaro, localizado no município de Belford Roxo, Estado do Rio de Janeiro.
“Ecologia e Sustentabilidade da Cultura do Candomblé”. Aderbal Moreira, coordenador do Ponto de Cultura Omo Aro Companhia Cultural.
“Guerreiras do Samba”.
Helena Theodoro (CEDINE / RJ e ETA/FAETEC).
“Educadoras de Natureza:
Mulher negra e religiosidade afro-brasileira”. Maria de Lourdes Siqueira (E.H.S.S., Paris, UFBA, Ilê Aiyê).
Moderador - Éle Semog, poeta e pedagogo;
atua na área de educação com especial ênfase no processo de implantação da Lei 10.639/03.


18h -
Filme Gisèle
Omindarewa, 71′, 2009, de Clarice Peixoto. Documentário sobre a vida de uma mãe de santo francesa e o cotidiano do seu terreiro em Santa Cruz da Serra, RJ.

Quinta-feira, 10 de junho.

10h -
Oficina “Matriz Africana e Ação Educativa” - Sessão II.

14h - Diálogo: Matriz Africana,
Escola e Academia.
Apresentação dos resultados da oficina pelas
coordenadoras Azoílda Trindade e Carla Lopes. Comentários e debate com Mônica Lima, doutora em história, com tese sobre história da África, e professora do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

17h - Encerramento do Fórum
O encerramento será a cerimônia de entrega do Prêmio Ipeafro Sankofa à Dona Aparecida Silva Prudente, mãe dos Drs. Wilson Prudente, Procurador do Ministério Público do Trabalho, mestre em ciências jurídicas e sociais pela UFF, e Celso Prudente, antropólogo, cineasta, doutor em cultura pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, curador da Mostra Internacional do Cinema Negro, ambos ativistas do movimento negro e autores de diversas publicações.

Participação de Dulce Vasconcellos, Professora Conselheira do Comdedine / Rio, homenageada no Fórum Ipeafro 2007, e Madiagne Diallo, cidadão senegalês e professor de engenharia industrial da PUC-Rio.


Realização: Ipeafro.
Patrocínio: Petrobras e Seppir.
Apoio: Fundação Kellogg e Arquivo Nacional ____________________________________________________________­
IPEAFRO

INSTITUTO DE PESQUISAS E ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS
Rua Benjamin Constant, 55 /1101 – Rio de Janeiro, RJ – 20241.150 – Brasil
tel 21.2509.2176 / fax 3217.4166


122 ANOS DE ABOLIÇÃO: Para onde vamos?

O evento será composto de:
- Seminário, espaço de debate crítico e troca de idéias entre representantes do movimento negro, autoridades de diversas instâncias, artistas e público em geral no interior do Teatro Municipal Raul Cortez;
- Gincana para estimular a produção e a divulgação de obras de artistas visuais locais na Praça do Pacificador e,
- Exposição: “África, o Berço da Humanidade?” de Oséias Casanova.

Segue, abaixo, a programação do Seminário e o regulamento da gincana. Gostaria muito de poder contar com a presença de vocês neste dia!

SEMINÁRIO “122 anos de abolição:
Para onde vamos?”

PROGRAMAÇÃO
8:00 –
Credenciamento e Café da Manhã

9:00 - Mesa de Abertura
José Camilo Zito Prefeito do Município Duque de Caxias
Eloi Ferreira Ministro-Chefe da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – a confirmar
Zezé Motta – Superintendente da Igualdade Racial
Beatriz Santos – Deputada Estadual e Presidente da Comissão de Combate a Discriminações e Preconceitos de Raça, Cor, Etnia, Religião da ALERJ
Ana Jensen - Secretária Municipal de Cultura e Turismo
Geanne Campos – Presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro e Promoção da Igualdade Racial e Étnica – COMDEDINEPIR e Coordenadora Técnica da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Duque de Caxias.
Raul Elias – Coordenador da Promoção da Igualdade Racial e Direitos Humanos de Duque de Caxias.

10:00 - 1ª Mesa de Trabalho
Tema: Direitos Básicos da população negra: Saúde, educação e cultura, segurança, trabalho e moradia.

Expositores/as:
Saúde:
Martha Brito – Responsável Técnica pela Saúde da População Negra no Estado do Rio de Janeiro
Educação e Cultura:
Muniz Sodré – Pesquisador, escritor, professor de Comunicação da UFRJ e Presidente da Fundação Biblioteca Nacional.
Segurança:
Ubiratan Ângelo – Coronel Geral da PM – a confirmar
Trabalho:
Wilson Prudente –
Procurador do Ministério Público do Trabalho
Habitação:
Suzete Lima -
Representante do Movimento Nacional de Luta pela Moradia

12:00 - INTERVALO PARA O ALMOÇO

13:30 - Apresentação Cultural

14:00 - 2ª Mesa de Trabalho
Tema:
Religiosidade da população negra.

Expositores/as:
Igrejas Evangélicas:
João Carlos Arcanjo –
Pedagogo, Pastor da Igreja Batista e Assessor da Fundação Cultural Palmares.
Igrejas Católicas:
Geraldo José Natalino –
Psicólogo, Sacerdote da Paróquia Santa Bernadete, especialista em História da África e do Negro no Brasil e Membro da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa.
Religiões de Matriz Africana - Candomblé:
Iya Torodi de Ogum –
Ialorixá do Ilê Asé Ala Koro Wo, Membro da Rede Iyá Ágbá e da Rede de Mulheres Negras de São João de Meriti.
Religiões de Matriz Africana - Umbanda:
Mãe Sueli Calixto –
Barracão Estrela do Oriente e Conselheira do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro e Promoção da Igualdade Racial e Étnica de Duque de Caxias - COMDEDINEPIR
Irmandade Mulçumana:
Alufá Abdullahi Sanin Aleiso –
Líder da Irmandade dos Crioulos Africanos Mulçumanos Malês.

16:00 - Apresentação dos Filhos de Gandhi

16:30 – CONFERÊNCIA
Tema: Movimento Negro
Conferencista: Carlos Alberto Medeiros – Coordenador Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Rio de Janeiro – a confirmar

18:00 - Encerramento com Premiação da Gincana e abertura da Exposição: "África: o Berço da Humanidade?"

GINCANA
“122 anos de Abolição: Para onde vamos?”
PROGRAMAÇÃO

Inscrições:·
As inscrições estarão abertas até 27 de maio de 2010 para todos os artistas plásticos que queiram participar, na Escola de Artes – Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – Praça Roberto Silveira, 31 – 4° andar – 25 de agosto / Duque de Caxias - RJ.

Regulamento:
· O artista plástico deverá comparecer à Praça do Pacificador, no dia 28/05, munido de seu material (tela, tintas, cavalete de campo...);
· Os participantes deverão assinar folha de presença, recebendo seu crachá e a identificação da tela.
· A Gincana será iniciada, impreterivelmente, às 8:00 , tendo como tema: “122 anos da Abolição:Para onde vamos?”
· Todos os participantes deverão entregar seus trabalhos às 17h, não sendo aceito trabalhos entregues fora desse horário.

Comissão Julgadora:
Serão definidas 03 pessoas, com reconhecidos conhecimentos na área das artes plásticas, que farão parte da Comissão Julgadora.

Premiação:
Serão premiados: 1°; 2° e 3° lugar, da seguinte forma:
1° lugar – R$ 800,00;
2° lugar – R$ 500,00;
3° lugar – R$ 300,00.
Ao término da gincana, os trabalhos ficarão, em exposição, na Biblioteca Municipal Governador Leonel de Moura Brizola.

Maiores informações:
Geanne Campos: 9786 4209 / 7714 3030
Célia Cristo: 8602 3928
comdedinepir: (21)2672-8877
comdedinepir@hotmail.com

A Organização solicita que colaborem na divulgação.